Mostrando postagens com marcador Testes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Testes. Mostrar todas as postagens

TESTE DA SUA FORÇA DE VONTADE

Resoluções. Acerta mais quem elimina hábitos de alimentar pensamentos negativos,
atitudes de derrotismo, temores, superstições. Durante 1 ano é importante pensar no positivo
e no êxito, imprimindo em seus pensenes (recin) resoluções iguais a estas 30:
1. Análise. Tudo o que é trazido à minha atenção julgo digno de exame.
2. Atenção. Mantenho atenção concentrada na meta libertária, o tempo todo.
3. Auto-realização. Minha noção de auto-atualização é inconfundível.
4. Centro. Sou um centro de força positiva, sadia, dinâmica e construtiva.
5. Competência. Tenho toda a competência para atingir a meta.
6. Comunicabilidade. Sou capaz de falar inteligentemente a qualquer grupo de pessoas
(conscins) ou consciexes em quaisquer circunstâncias ou dimensões conscienciais.
7. Curiosidade. Tenho uma curiosidade sadia, seletiva, prática e insaciável. I
8. Enriquecimento. Enriqueço um pouco o poder dos pensenes a cada dia.
9. Epicon. Sou o polarizador de idéia libertária, um epicon.
10. Evocação. Evoco, sem parar, a idéia plasmada desse objetivo libertário.
11. Evolução. O que tenho em mente é o melhor à evolução consciencial.
12. Execução. Minha vontade será feita porque quero e decido.
13. Fortaleza. Sou forte e poderoso, plenamente consciente deste fato.
14. Gratidão. Sou grato por todo o bem que já recebi na existência intrafísica.
15. Intenções. Minhas intenções são claras: sou um descobridor de direção.
16. Interesse. Tenho interesse genuíno pelos valores da consciência amadurecida.
17. Invulgaridade. Olho além do óbvio, até nas coisas ordinárias de rotina.
18. Livre-arbítrio. Sou, com toda convicção, o dono do meu destino.
19. Objetivos. Meus objetivos serão alcançados através de esforços.
20. Passo. Dou um passo em frente, rumo à minha meta libertária, cada dia.
21. Passos. Não estou satisfeito com os passos que dei até hoje. Quero mais.
22. Pesquisa. Estou pesquisando no mundo, a minha escola; na vida, o meu curso.
23. Poder. Tenho o poder de transformar pensenes naquilo que quero.
24. Presente-futuro. Procuro sempre idéias novas, olhando além do dia de hoje e da
hora presente. As aparências e os olhos enganam: a realidade não tem horizonte.
25. Querer. Quero que as informações para atingir a meta cheguem até mim. -
26. Sementeira. Planto as sementes do crescimento consciencial.
27. Tempo. Quando surgir o momento apropriado, terei o que desejo.
28. Triunfos. Pequenos triunfos vão dar-me a realização completa.
29. Vitória. Vgu vencer porque o que quero é certo para mim e para todos.
30. Vontade. Minha vontade é forte e poderosa. Sei experimentar a mim mesmo.
Teste. Se você se afirma e admite a realidade de, pelo menos, 15 destas resoluções,
você dinamizará a sua vontade de fato, em definitivo, no caminho da desperticidade.

TESTE DOS MANTRAS EVITÁVEIS

Definição. O mantra é a fórmula, muleta verbal, em geral breve, uma ou poucas
palavras, empregadas com a finalidade de provocar certa condição parapsíquica.
Transe. O efeito auto-hipnótico dos fonemas especias, ou palavras de poder, promove
a indução da consciência ao estado de transe ou estado alterado da consciência.
Respiração. A respiração rítmica é mais eficaz e funciona melhor do que os mantras
para induzir a PC, ou projeção consciente. Os mantras têm relação com as exclamações
comuns, a publicidade, os anúncios, os ecos e as ressonâncias no cotidiano.
Sadios. Há mantras positivos ou sadios, assentados no amor ou na afetividade: a oração
popular; o exorcismo; o grito primal; e a expressão dobra nos fenômenos parapsíquicos de
efeitos físicos. Há assedialidade benigna e maligna, cronicificada ou aguda.
Patológicos. E há mantras negativos, gerados através de cargas energéticas, emocionais
e doentias (patopensenes ou pensenes patológicos). Há mantras gerados pelo medo. O medo
é o megatrafar de legiões de conscins fragilizadas, carentes e impressionáveis.
Teste. Teste se você, vive empregando estes 10 tipos de mantras negativos, assediadores,
atratores de acidentes de percurso, que devem ser sempre evitados:
1. Anátemas. Os anátemas, excomunhões e execrações públicas por parte de religiosos
profissionais. A lamúria jamais será um questionamento racional.
2. Estribilhos. Os estribilhos, motes de paródias, anedotas e canções populares burlescas
ou depressivas. Só o assediador consciente é doloso.
3, Evocações. As evocações assediadoras dos múltiplos nomes do "diabo" por parte
dos praticantes de ritos das seitas chamadas demoníacas.
4. Hipnose. A palavra hipnótica, de indução pós-hipnótica, do hipnotizador (lavagem
cerebral) ou de certas sentenças condenatórias lavradas pelos juízes.
5. Injúrias. Os xingamentos públicos, palavras injuriosas, por exemplo, durante os
jogos e decisões esportivas. A cosmoética é a higiene da consciência.
6. Onomatopéias. Certas onomatopéias-mantras de conotações pejorativas.
7. Palavrões. Os palavrões e as imprecações obscenas mal postas nos colóquios.
Pequenos deslizes cosmoéticos abrem as portas íntimas aos grandes assédios.
8. Patopensenes. Os pecadilhos mentais persistentes, ecos mântricos ou mentais.
9. Pragas. A maldição ou o ato de rogar pragas (pensenes dolosos).
10. Sonoplastia. Determinados efeitos da sonoplastia mântrica catastrófica.
Pensenes. Os assédios interconscienciais - intrusões holossomáticas - mais profundos
são aqueles que se assentam nos 3 componentes indissociáveis dos pensenes - idéia, emoção
e EC - ao mesmo tempo e em um mesmo nível de intensidade. Daí nascem as possessões
interconscienciais e os estigmas pluriexistenciais.
Pensenidade. Como todas as outras manifestações da consciência, a evitação dos
mantras indesejáveis só pode ser feita através de pensenes lúcidos e construtivos.

TESTE DOS 11 MÓDULOS DE INTELIGÊNCIA

Dotações. Eis 11 tipos ou módulos de inteligência, dentre as múltiplas dotações intelectuais
as quais você pode ter, reconhecer, identificar, pesquisar, cultivar e desenvolver
segundo as pesquisas da Mentalsomática (Conscienciologia e Conscienciometria):
1. Comunicativa. A inteligência que confere à modelo internacional (plástica física ou
somática) - Brunet -, habilidade de manter comunicação ativa com estranhos, pessoas não
falantes da mesma língua, de submeter ambientes diversos apenas pela presença física, e de
arrastar a atenção de multidões. O holochacra ajuda muito neste caso específico.
2. Contextual. A aptidão do eminente estadista, - Churchill -, empregada para
selecionar, se adaptar ou contribuir na mudança do ambiente à sua volta, de modo a atender
às suas necessidades no universo vital da intrafisicalidade.
3. Corporal. O predicado que permite ao bailarino excepcional - Nijinski -, manipular
objetos e manter o controle harmônico sobre os movimentos físicos do soma na
somaticidade. Este é o mesmo talento cinestésico da contorcionista de circo.
4. Espacial. A faculdade que determina ao cientista, teórico da Física - Einstein - perceber
objetos, e intuir as suas formas ocultas, fazendo-os girar mentalmente em suas elucubrações
de pesquisa teórica, pura, da Ciência Convencional ou Periconsciencial.
5. Experimental. O discemimento residual do piloto internacional de carros de corri-
- das - Fittipaldi -, que permanece quando ele utiliza a experiência para resolver problemas
inesperados, ou novas situações as quais requerem algum tipo de ação rápida.
6. Interna. A destreza mental da qual se utiliza o mestre enxadrista - Karpov - campeão
mundial, para abordar um problema, avaliá-lo corretamente e aquilatar as
conseqüências práticas da sua estratégia de modo a mudá-lo caso não seja adequada.
7. Linguística. O pendor de escrever e falar do poeta - Shakespeare - que sabe escolher
as palavras corretas, sensível às diversas maneiras como a linguagem é utilizada.
8. Lógica. A engenhosidade que permite ao matemático - Euler -, ordenar fatos, objetos
e números, em certa ordem, possibilitando ainda distinguir quantidades.
9. Musical. A capacidade de ouvir música e ordenar sons musicais do compositor
- Beethoven -, que distingue melodias, ritmos e seqüências musicais no universo da Arte.
10. Parapsíquica. A propriedade que faculta à pessoa parapsíquica e autêntica
- Arigó - as manifestações energéticas, fenomênicas, anímicas, holossomáticas, e multidimensionais
da conscin e que a toma, às vezes, um epicon lúcido.
11. Pessoal. A sutileza que ajuda ao psicólogo de renome - Freud -, a entender a si
mesmo e aos outros, no exame dos próprios sentimentos, e distingui-los dos de outras conscins,
permitindo perceber as intenções, os temperamentos e os estados de humor, tanto
o pessoal quanto o das outras personalidades.
Teste. Não somos seres irracionais. Quais destes tipos de inteligência - afora outros -
você reconhece que tem mais desenvolvidos?~Quaal sua maior inteligência?

TESTE DO SEU ESTILO DE VIDA


Pesquisa. Em 1983, uma pesquisa da agência Leo Burnett Publicidade sobre os estilos
de vida dos brasileiros, entrevistou 1.500 pessoas das classes A, B e C, na Grande São
Paulo, que apontou indícios de nossa real situação de pessoas humanas, na qualidade de
consumidores, alvos das mensagens publicitárias.
Tipos. Da investigação esboçante, psicológica e sociológica, da população, destacaram-
se 9 tipos predominantes, ou perjis, 5 mulheres e 4 homens:
1. Contestadora. Mulher contestadora. Entre 18 e 29 anos de idade. Solteira. Trabalha
e estuda. Devora livros em voga. Acha o casamento ultrapassado. Defende o aborto.
Interessa-se por política. Vive com os pais e cria muitos atritos com eles.
2. Consumista. Mulher consumista e frívola. Entre 18 e 59 anos de idade. Vaidosa.
Fantasista. Ávida por status. Consumidora voraz. Muito influenciada pela propaganda.
Vidiota ou telemaníaca. Superficial. Alheia aos problemas dos outros. Está no mundo
intrafísico para tirar proveito dele. Nunca pensa em trabalhar fora. Acredita que o dinheiro
dá felicidade. Faz tudo para chamar a atenção onde está.
3. Otimista. Mulher otimista. Entre 25 e 39 anos de idade. Simplória. Tem filhos, I
pouca instrução. Orçamento doméstico pequeno. Jamais sai à rua desarrumada.
4. Racionalista. Mulher rica e racional. Acima dos 40 anos de idade. Situação
econômica privilegiada. Alto nível de escolaridade. Lê muito. Vai ao teatro. Atenta para
a formação cultural dos filhos. Escolhe cuidadosamente o que compra.
5. Amélia. Mulher de verdade (Amélia). Acima dos 40 anos de idade. Baixo poder 1
aquisitivo. Nível cultural muito baixo. Dona-de-casa sacrificada. Puritana. Seu mundo
termina na porta de casa. O tipo mais comum de mulher, no Brasil, ainda hoje (1994).
6. Desportista. Homem esportivo. Entre 18 e 29 anos de idade. Solteiro. Estuda
e trabalha. Vive com os pais. Gosta de esportes. Tem muitos amigos e amigas. Acampa.
Permissivo quanto ao sexo. Procura vestir-se rigorosamente na moda. ~ 1 7. Maridão. Homem: bom marido. Entre 18 e 59 anos de idade. Conservador. Caseiro. I I
Pai compreensivo e dedicado. Cuida das crianças. Conserta tudo em casa (Faz-tudo).
Pratica esportes. Gosta de livros. Alimenta-se com moderação.
8. Executivo. Homem bem sucedido. Entre 30 e 44 anos de idade. Executivo. I
Excelente poder aquisitivo. Trabalha muito. Frequenta restaurantes. Bem informado. I
9. Paizão. Homem: pai quadrado (Marido da Arnélia). Acima dos 40 anos de idade.
Chefe de família antiquado. Tímido. Ingênuo. Baixo poder aquisitivo. Vive obcecado pelo
medo de endividar-se. Sente-se derrotado. Sofre o choque do futuro (neofobia). Não se
interessa por livros. Reprova os jovens. Tipo mais comum de homem hoje. ~

TESTE DA PESQUISA DA IDÉIA ORIGINAL


Definição. A idéia original - hiperpensene - é a representação mental de uma coisa I
concreta ou abstrata que constitua aquisição de informação nova. Pode ser concepção
genial, descoberta ou invenção inédita, paracibernética, ou dentro da serendipitia.
Hiperpensenes. A elaboração intelectual, quando original, ou de algo que não ocorreu
nem existiu antes, constitui uma verdade relativa de ponta ou ideaçáo de vanguarda de
novos padrões, inovando e fecundando os conhecimentos do momento. Ela se situa além da
biblioteca, dos arquivos, das notas de campo, das obras de referências, do computador e do
coloquialismo. Mas estes elementos ajudam o superdotado imaginativo e engenhoso a encontrá-
la. Criar hiperpensenes é muito mais dificil do que mobilizar ECs.
Heurística. A Heurística pesquisa as regras e processos que levem às descobertas.
Inventa os métodos de inventar. A prática da Projeciologia predispõe o projetor consciente
à captação extrafísica de idéias originais ou idéias inimitadas (pangrafia). O binômio
discernimento-imaginação gera as idéias originais ou os conceitos novos.
Heterocríticas. Pesquise a originalidade do autor-consc-iência-cobaia deste livro - síntese
das pesquisas da sua vida e resumo da sua biblioteca - através de 20 heterocríticas:
1. O autor estacionou pelo caminho, pois ressente-se da ferrugem do seu tempo.
2. Um brigão, o tempo todo, para marcar a sua perspectiva conceitual particular.
3. Escreve bem, mas vive mal-informado. É incompatível com o espírito científico.
4. O autor parece de crânio oco, pois jamais valoriza a atividade científica pura.
5. O hábil escrevinhador tateia no obscurantismo das falácias epistemológicas.
6. Ofende o bom senso e a lógica com dogmatismo, redigindo de olhos vendados.
7. Não vê 1 palmo adiante no jogo de palavras de seus compromissos ideológicos.
8. O escritor é arbitrário nas conclusões. Ouviu cantar o galo e não sabe onde.
9. Um misturador apaixonado de campos incompatíveis do conhecimento humano.
10. Um distorcedor ignorantão dos 4 costados: só pesquisa sobre prismas falsos.
11. O autor tentou fazer chover faíscas de discernimento em cada linha, inutilmente.
12. Um atrofiado intelectual: não tem senso crítico e nem reconhece sua falibilidade.
13. Dono de meia-ciência, só sabe empregar a Ciência como sua arma ideológica.
14. Um mero erudito chocho, formulador de mil concepções vazias e leis arbitrárias.
15. Velho autor-repetidor de trabalhos inconsistentes e de credibilidade duvidosa.
16. Eis alguém sem qualquer originalidade: 1 macaqueador com desarranjo mental.
17. Um incorrigível copiador de inconsistências que ecoa erros que nem papagaio.
18. Um escrevinhador plagiário, o rei das contradições, uma autêntica esdruxulez.
19. Este livro omisso é nova edição requentada de antigos moldes medievalescos.
20. Sem dúvida, é muito original: vive fora do seu tempo, em um passado longínquo.
Teste. Não há originalidade neste livro, leitor, se você concorda com apenas 5 destes
itens. Neste caso, leve esta página para o fim do volume a fim de fechar o texto.