Mostrando postagens com marcador Espiritualidade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Espiritualidade. Mostrar todas as postagens

Passado e futuro

Podemos aprender muito do passado. Temos que reexaminar o passado e aprender com ele. Mas isso não significa que somos aprisionados pelo passado. Essas duas coisas não têm nada a ver uma com a outra.

Enquanto estivermos investigando o passado, podemos ainda estabelecer nosso corpo e mente estavelmente no momento presente. É porque estabelecemos nosso corpo no momento presente que temos a capacidade de aprender com o passado. De outra forma apenas sonhamos com o passado ou somos assombrados por ele. Com o futuro é a mesma coisa. Se sentarmos e nos preocuparmos sobre o futuro, apenas o estragaremos. Temos o direito de criar projetos, planejar o futuro. Mas isso não significa que você fica assustado ou preocupado com ele.  Estas são duas coisas completamente diferentes.

O futuro é feito de uma única substância, e esta é o presente. Se você sabe como tomar conta do presente com todo seu coração, estará fazendo tudo que pode pelo futuro. Pensar e sonhar sobre o futuro não leva muito tempo. Você não precisa de vinte e quatro horas para sonhar com ele! Você precisa de apenas um ou dois minutos e isto é ótimo.

O olho do furacão

Texto de Charlotte Joko Beck,
extraído do livro"Nada Especial"


Segurança é, principalmente, uma superstição.
Não existe na natureza, nem os filhos dos homens experimentam-na por completo.
A longo prazo, evitar perigos não é mais seguro do que atirar-se e arriscar-se.
A vida é ou uma audaciosa aventura, ou nada.
Helen Keller


Alguns alunos aqui trabalham com koans, porém não são todos. Embora haja muito a se aprender com o estudo de koans, acredito que depender apenas disso pode ser limitante. Se entendermos as nossas vidas, entendemos os koans. E trabalhar diretamente com a nossa vida é mais valioso e difícil. Os que trabalham com koans por certo tempo podem começar a interessar-se em saber do que trata um koan, mas saber não é necessariamente o mesmo que ser. Embora a prática do koan esteja baseada na idéia de que se virmos o que é verdade nós seremos essa verdade, isso nem sempre acontece. Apesar disso, os koans podem ser muito úteis. Comecemos com um extraído do Gateless gate (Portão sem porteira)*, o Homem no Alto da Árvore, de Kyogun. Mestre Kyogun disse: "É como um homem no alto da árvore, pendurado de um galho pela boca; suas mãos não conseguem pegar um ramo sequer, seus pés não alcançam outro galho. Vamos supor que outro homem embaixo da árvore lhe pergunte: 'Qual é o significado de Bodhidharma vir para o Ocidente?'. Se ele não responde, contraria o desejo do interrogante. Se responde, perde a vida. Nessa situação, o que ele deveria fazer?". Poderíamos reformular esse koan perguntando: "Qual é o significado da vida?". Não responder é não cumprir com a nossa responsabilidade.

Para trabalhar com esse koan contarei outra história. Há muitos anos eu vivia em Providente, em Rhode Island. Um furacão enorme subia pela costa e destruía a Nova Inglaterra. Empurrei o berço do meu bebê para perto da parede e o cobri para que, se as janelas quebrassem o vidro, este não o atingisse, e tomamos outras providências necessárias. Estávamos diretamente no caminho do furacão e ele era muito intenso. Em frente à casa víamos árvores enormes, antigas, quebrando e caindo para todo lado. Os ventos atingiam uma velocidade média de 200 km horários. Depois de três ou quatro

Passo a passo da Técnica Estado Vibracional e Mobilizações Energéticas

Você sabe o que é Ectoplasma?


Resposta incrivel de uma criança sobre o universo


Resposta incrivel de uma criança sobre o universo by sofavoritosdanet

Consceneres (consciências energívoras) extrafísicas - TENEPES


Já ouviu falar da Medicina Ayurvedica ou Ayurveda

A Medicina Ayurvedica ou Ayurveda A palavra Ayurveda em sânscrito é formada por duas partes: ayus ou vida e veda ou conhecimento. O Caraka Samhita   (compêndio de Caraka), principal texto de clínica médica, defini ayus da seguinte forma:                       “O termo ayus é a combinação de corpo, órgãos dos sentidos, mente e alma” ( Caraka Samhita, trad. Dash e Sharma, 2007: vol I, p 25) Segundo esta definição Ayurveda é o conhecimento ou a ciência da vida e possui uma evolução e desenvolvimento de milhares de anos no subcontinente indiano. Os principais textos autorizados são os compêndios clássicos conhecidos como “Brihat Trayi” ou o grande trio: Caraka Samhita ( escola de clínica médica) , Susruta Samhita ( escola de cirurgia) e Astanga Hrdayam ( coração dos 8 ramos do Ayurveda de Vagbhata). Todo estudante de Medicina Ayurvedica, na Índia, pesquisa estes antigos livros escritos em sânscrito. A Medicina Ayurvedica afirma que tudo no universo é formado pelos 5 elementos básicos da natureza, chamados panchamaha-bhutas, inclusive o corpo físico, são eles: espaço ou éter, ar, fogo, água e terra. O objetivo desta ciência é estudar as influências destes elementos na natureza e no ser humano, dentro desta filosofia o Homem é um microcosmo do universo, o macrocosmo. Os elementos se unem dois a dois para formar os doshas ( humores biológicos) que atuam na nossa fisiologia assim como na formação dos desequilíbrios psicofísicos. Espaço e ar formam o dosha Vata, fogo e água geram o dosha Pitta e água e terra formam o dosha Kapha. Podemos afirmar que os doshas são as expressões fisiológicas dos 5 elementos quando existe equilíbrio, porem quando ocorre uma desarmonia tornam-se suas expressões patológicas. O dosha Vata, espaço e ar, é frio, leve, seco, móvel e rápido, atua principalmente nas funções excretória e nervosa. No tubo digestivo localiza-se no intestino grosso. Vata desequilibrado ou patológico gera um quadro clínico relacionado ao aumento de espaço e ar (movimento) no nosso corpo físico: secura, frio, perda de peso, inquietação, gases, prisão de ventre, ansiedade, medos, depressão e insônia. Algumas doenças relacionadas ao dosha Vata: fibromialgia, artrose, dores em geral, problemas de coluna, cefaléia, constipação, flatulência, colite, síndrome do intestino irritado, síndrome bipolar, doença de Parkinson, demência senil. O dosha Pitta, fogo e água, é quente, moderado e oleoso ( úmido), atua principalmente na função metabólica e digestiva. No tubo digestivo localiza-se no estomago e duodeno ( intestino delgado). Pitta desequilibrado ou patológico promove um quadro clínico relacionado ao aumento de fogo e água ( calor e umidade) no nosso corpo físico: azia, queimação abdominal, fezes soltas, calor no corpo, aumento da sudorese ( suor), pele sensível e vermelha, olhos vermelhos, irritabilidade e agressividade. Algumas doenças que podem estar relacionadas ao dosha Pitta: gastrite, ulcera digestiva, regurgitação, diarréia, hepatite, inflamações, acne, crises de fúria e ciúmes, climatério e menopausa, enxaqueca e estresse exacerbado. O dosha Kapha, água e terra, é pesado, oleoso ( úmido), frio e lento, atua na função estrutural e de lubrificação dos tecidos. Kapha desarmônico ou patológico gera um quadro clínico relacionado ao aumento de água e terra no nosso corpo físico: peso corporal aumentado, lentidão, preguiça, oleosidade, secreções, embotamento mental. As doenças que podem estar relacionadas ao dosha Kapha: obesidade, diabetes, aumento do colesterol, bronquite, sinusite, tosse com secreção, alergias respiratórias, lentidão em todas as funções físicas e mentais e apego exacerbado. Para tratarmos os nossos desequilíbrios temos que antes apontar o dosha que está em desarmonia ( diagnóstico do desequilíbrio), neste site encontramos o questionário dos doshas que aponta esta desarmonia através de um interrogatório com 27 questões para cada dosha. Você deve responder as questões de acordo com os seus sintomas atuais, pensando em como você está se sentindo nos últimos dias. Após isto é interessante ler sobre os doshas ( botão princípios básicos) e a dieta dos doshas ( botão alimentação ). O Ayurveda é uma medicina complexa e completa e utiliza diversas ferramentas terapêuticas para equilibrar os doshas: massagem ayurvedica, óleos medicinais, dieta, rotina diária de hábitos saudáveis, oleação e sudação ( purvakarma), fitoterapia ( uso terapêutico das plantas medicinais), terapias purificadoras ( panchakarma), medicamentos com metais, minerais e pedras preciosas ( rasa shastra), recomendação de atividade física, prática de yoga e meditação. O Susruta Samhita coloca as 8 principais especialidades do Ayurveda que são estudadas nas faculdades de Medicina Ayurvedica: 1-     Cirurgia geral ( salya) 2-     Doenças da cabeça e pescoço, inclui oftalmologia e otorrinolaringologia ( salakya) 3-     Medicina interna ou clinica médica ( kayacikitsa) 4-     Psiquiatria e doenças de causas sobrenaturais ( bhutavidya) 5-     Ginecologia, obstetrícia e pediatria ( kaumarabhrtya ) 6-     Toxicologia e envenenamento por animais peçonhentos ( agadatantra) 7-     Terapia de rejuvenescimento ( rasayana tantra) 8-     Terapia dos afrodisíacos ( vajikaranatantra )

Sobre o auto arco voltaico



Feto Ectoplásmico, Tromba Ectoplástica e Neuro Ectoplasmia


Feto Ectoplásmico, Tromba Ectoplástica e Neuro Ectoplasmia - by sofavoritosdanet

Você ainda precisa da religião? - Legendado em Inglês


Baratrosfera - EVOLUCIOLOGIA - CONSCIENCIÓLOGO em Santa Maria-RS

Experiência Pós Morte de André Luiz - Cap.2

Nosso Lar - História de André Luiz - Cap.1

Você sabe o que é assédio espiritual?

Sintomas. Os assédios interconscienciais malignos e avançados, gerados pelas consciexes,
consciências extrafísicas doentes ou carentes, fazem as conscins, ou consciências
intrafísicas, suas vítimas vampirizadas, apresentarem traços, sinais ou sintomas iguais
a estes 30, aqui listados para as suas pesquisas da Consciencioterapia:
1. Agressividade. Apresentar explosões temperamentais quando menos se espera.
2. Alienação. Buscar viver em um mundo distante, sonhadoramente (devaneios).
3. Alucinações. Dizer que ouve e vê coisas fantásticas o tempo todo.
4. Bulimia. Comer exagerada ou compulsivamente, submisso à fome insaciável.
5. Cacoetes. Exibir ríctus, tiques, cacoetes, sestros ou caretas incontroláveis.
6. Chateação. Incomodar e aborrecer persistentemente as pessoas.
7. Compulsões. Preocupar-se excessivamente com prevenções descabidas.
8. Coprolalia. Empregar, como norma, palavrões e obscenidades constrangedoras.
9. Desleixo. Descuidar-se das suas obrigações em casa e no trabalho.
10. ECs. Exteriorizar fluxos de ECs ou energias conscienciais desagradáveis.
11. Entropias. Provocar discussões inconvenientes e inúteis por onde vai.
12. Esbanjamentos. Gastar além do que deve e pode (antieconomia).
13. Exibicionismo. Dedicar-se a atos de ostentação e megalomania.
14. Higocondria. Atribuir a si mesmo, convictamente, doenças inexistentes.
15. Histrionismos. Criar tolices a título de ser engraçado ou fazer média.
16. Ilogicidade. Agir com evidente fanatismo cego ou irracional.
17. Intrusões. Ser sistematicamente inoportuno com quem quer que seja.
18. Inverdades. Cultivar o hábito de mentir com toda a seriedade.
19. Irritação. Irritar-se, sem razão, de modo irrefreável e radical.
20. Manias. Manifestar extravagâncias ridículas ou caprichos excêntricos.
21. Monoideísmos. Prender-se a idéias fixas ou monopensenes inamovíveis.
22, Ociosidade. Sentir prazer constante em não fazer nada (inatividade).
23. Pusilanimidade. Revelar pusilanimidade ou covardia nas circunstâncias mais
graves do modus vivendi, igual ao que ocorre ao Homo genuflexus.
24. Radicalismo. Extremar-se em suas posturas e paixões (umbilicochacra).
25. Regressão. Rir ou chorar sem motivo ou a pretexto de coisas fúteis em uma condição
de regressão psicológica. Meio litro de álcool faz do cientista um ser subumano.
26. Salmodia. Repetir mecanicamente a mesma frase ou dito.
27. Sentimentalismos. Ter vontade de chorar sem razão plausível ou lógica.
28. Solilóquios. Gesticular e falar sozinho (solilóquios audíveis).
29. Sonolência. Dispor-se sempre a dormir, a qualquer hora e em qualquer lugar.
30. Teimosia. Demonstrar extrema casmurrice mesmo sendo ainda jovem.
Diagnóstico. Estão bem claras as condições dos assédios extrafísicos avançados?

Você já teve uma experiência de quase morte?

Aprendizagem. A maturidade afirma que devemos aprender para a evolução e não
para a escola. As EQMs trazem imensas lições inteligentes para a evolução consciencial.
Padrão. Eis 22 sensações próprias das EQMs ou experiências da quase-morte:
1. Inefabilidade. Dificuldade de traduzir, em palavras, as experiências.
2. Flutuaçáo. Sensação de flutuar em pleno ar no ambiente da sala, junto ao teto.
3. Conhecimento. Conhecimento dos diálogos e ações dos circundantes em torno do
seu soma, quando está profundamente inconsciente e ouve a notícia de que está morto. .
4. Incomunicabilidade. Presenciar o choro dos parentes e tentar lhes falar, sem ninguém
ouvir suas palavras e intervenções extrafísicas.
5. Permeabilidade. Tentar tocar nas pessoas que encontra, sem conseguir.
6. Translocaçáo. Sensação de viajar à alta velocidade ou volitação.
7. Túnel. Sensação da passagem rápida, e na escuridão, por longo túnel.
8. Zumbidos. Escuta de ruídos, zumbidos, assobios e tinidos estranhos, não raro desagradáveis.
Pode sobrevir a sensação de ouvir agradável melodia.
9. Calma. Forte sensação de tranqüilidade, paz e quietude.
10. Solidão. Sensação de solidão profunda.
11. Psicossoma. Sensação surpreendente de possuir outro corpo, além do corpo humano,
não raro uma espécie de nuvem.
12. Encontros. Ocorrência de encontros com consciências extrafísicas (consciexes).
h 13. Parapsicóticos. Visão de consciexes perturbadas pela parapsicose pós-somática,
presas a algum objeto, pessoa, hábito, em conflito, ou atormentadas.
14. Mensageiro. Aparição de um ser (consciex) composto de luz ofuscante, irradiando
intensa alegria, afetividade ou amor, geralmente tido à conta de guia ou mensageiro.
15. Revisão. Diálogo sem palavras, telepático, sem acusações, com o mensageiro, relativo
às suas ações passadas na existência humana e suas conseqüências, revisadas como em
um filme ou em um espelho, iguais a uma auto-avaliação (autojulgamento).
16. Mental. Vislumbre de uma dimensão mental ao modo de centro de consciência.
17. Não-regresso. Deparar com algo simbólico, barreira ou porta, que se for cruzado,
significará o não-regresso ao corpo (soma) e a aceitação da primeira dessoma.
18. Comunidades. Visão de comunidades extrafísicas luminosas, semelhantes ao chamado
céu, conforme noções bíblicas, religiosas, culturais ou arquetípicas da pessoa.
19. Moréxis. O mensageiro parece agenciar um perdão a favor de uma espécie de moratória
existencial (moréxis) para quem experiencia o fenômeno com lucidez.
20. Interiorizaçáo. A volta ao soma representa profundo desapontamento.
21. Efeitos. Os efeitos posteriores à experiência são em geral positivos.
22. Revelação. A conscin aprende a não expor abertamente o assunto de suas vivências
extrafísicas, a fim de conviver melhor com os outros no resto da sua vida humana.

O que é DIMENSÃO ENERGÉTICA


O mundo, seja qual for, é mera aparência fora da consciência.
Para a consciência não existe pensamento abstrato.
O conhecimento é sempre subjetivo.
Qualquer dimensão física ou extrafísica constitui para a consciência
um estado íntimo e não um lugar.
A comunidade extrafísica é o campo de energia consciencial
grupal, formado pelo conglomerado dos holopensenes de grupos de consciexes
afins e coesas, através dos vínculos de interesses mútuos e permanentes.
Considerando as 3 dimensões espaciais, a largura, o comprimento
e a altura; e excluindo a antiga 4ª. dimensão, o tempo; podemos, como
hipótese de trabalho, chamar a 1ª. dimensão extrafísica, energética, de
dimensão três e meia (3,5) ou dimener.
A dimener está para o holochacra assim como a atmosfera está
para os pulmões.
Partindo do fato de que todo campo bioenergético se situa na ainda
muito obscura dimener; e de que toda comunidade extrafísica constitui
um campo energético grupal; conclui-se que toda comunidade extrafísica se
situa também na dimener, compondo um bolsão interdimensional, específico,
de energias cosncienciais grupais, inserido entre a dimensão humana
e a extrafísica, imediata e concomitante à dimensão nossa, mais densa.
A dimener equivale ao holochacra da Terra ou holochacra do
Universo Físico.
Resta não esquecer que a consciência aplica energias conscienciais
específicas também diretamente através do soma, psicossoma e mentalsoma.
Eis 7 características básicas da dimener expostas à frente.
Área de atuação totipotente das conexões holochacrais; da condição
chamada dupla consciência; das imagens dos sonhos; e da lentificação
parapsicomotora; expansão da paravisão que lembra os efeitos dos espelhos
deformadores de imagens visuais.
Atmosfera específica da condição de descoincidência dos veículos
de manifestação da consciência humana.
Espaço-tempo da 1ª. e da 2ª. desativações somáticas. Ponto de
encontro dos seres intrafísicos projetados e dos seres extrafísicos que
passam pela primeira dessoma.
Limiar de interação e aceleração de ritmo evolutivo consciencial,
com a impermanência das formas em função das energias ativas.
Vigência do campo gravitacional como sistema determinístico.
Estágio mínimo, pelo menos, dos períodos de intermissão ou das
fases intermissivas da consciência em evolução.
Nível de atuação livre da soltura do holochacra de cada consciência
humana.