Fisiognomonia

(def.): do Gr. physiognomonía < physis, natureza + gnomon, o que conhece. A arte deconhecer o caráter dos homens pelas feições do corpo.

   A Fisiognomonia teve seu berço na Índia, quando os antigos habitantes daquele país estudavam as rugas do corpo, e as causas e origens das mesmas. Foi levada para a China, desenvolvida e estudada como diagnóstico, principalmente pelo Dr. Pen Chião, considerado o verdadeiro pai dessa ciência.
   Tida como uma subdivisão da Medicina Chinesa, a Fisiognomonia é estudada atualmente por monges, acupunturistas, e por toda uma legião de leigos e profissionais que reconhecem seu valor e importância como diagnóstico. Além de permitir que o especialista conheça certas particularidades do caráter da pessoa, a Fisiognomonia fornece outras informações através dos traços faciais, relacionando-os à sua saúde física, emocional e mental. A causa pura está na sensibilidade do especialista perceber, no rosto do paciente, o diagnóstico que se manifesta, quando os detalhes são reforçados e as pequenas mudanças são tratadas como grandes mudanças, e averiguadas as mazelas