Passado e futuro

Podemos aprender muito do passado. Temos que reexaminar o passado e aprender com ele. Mas isso não significa que somos aprisionados pelo passado. Essas duas coisas não têm nada a ver uma com a outra.

Enquanto estivermos investigando o passado, podemos ainda estabelecer nosso corpo e mente estavelmente no momento presente. É porque estabelecemos nosso corpo no momento presente que temos a capacidade de aprender com o passado. De outra forma apenas sonhamos com o passado ou somos assombrados por ele. Com o futuro é a mesma coisa. Se sentarmos e nos preocuparmos sobre o futuro, apenas o estragaremos. Temos o direito de criar projetos, planejar o futuro. Mas isso não significa que você fica assustado ou preocupado com ele.  Estas são duas coisas completamente diferentes.

O futuro é feito de uma única substância, e esta é o presente. Se você sabe como tomar conta do presente com todo seu coração, estará fazendo tudo que pode pelo futuro. Pensar e sonhar sobre o futuro não leva muito tempo. Você não precisa de vinte e quatro horas para sonhar com ele! Você precisa de apenas um ou dois minutos e isto é ótimo.

O olho do furacão

Texto de Charlotte Joko Beck,
extraído do livro"Nada Especial"


Segurança é, principalmente, uma superstição.
Não existe na natureza, nem os filhos dos homens experimentam-na por completo.
A longo prazo, evitar perigos não é mais seguro do que atirar-se e arriscar-se.
A vida é ou uma audaciosa aventura, ou nada.
Helen Keller


Alguns alunos aqui trabalham com koans, porém não são todos. Embora haja muito a se aprender com o estudo de koans, acredito que depender apenas disso pode ser limitante. Se entendermos as nossas vidas, entendemos os koans. E trabalhar diretamente com a nossa vida é mais valioso e difícil. Os que trabalham com koans por certo tempo podem começar a interessar-se em saber do que trata um koan, mas saber não é necessariamente o mesmo que ser. Embora a prática do koan esteja baseada na idéia de que se virmos o que é verdade nós seremos essa verdade, isso nem sempre acontece. Apesar disso, os koans podem ser muito úteis. Comecemos com um extraído do Gateless gate (Portão sem porteira)*, o Homem no Alto da Árvore, de Kyogun. Mestre Kyogun disse: "É como um homem no alto da árvore, pendurado de um galho pela boca; suas mãos não conseguem pegar um ramo sequer, seus pés não alcançam outro galho. Vamos supor que outro homem embaixo da árvore lhe pergunte: 'Qual é o significado de Bodhidharma vir para o Ocidente?'. Se ele não responde, contraria o desejo do interrogante. Se responde, perde a vida. Nessa situação, o que ele deveria fazer?". Poderíamos reformular esse koan perguntando: "Qual é o significado da vida?". Não responder é não cumprir com a nossa responsabilidade.

Para trabalhar com esse koan contarei outra história. Há muitos anos eu vivia em Providente, em Rhode Island. Um furacão enorme subia pela costa e destruía a Nova Inglaterra. Empurrei o berço do meu bebê para perto da parede e o cobri para que, se as janelas quebrassem o vidro, este não o atingisse, e tomamos outras providências necessárias. Estávamos diretamente no caminho do furacão e ele era muito intenso. Em frente à casa víamos árvores enormes, antigas, quebrando e caindo para todo lado. Os ventos atingiam uma velocidade média de 200 km horários. Depois de três ou quatro

Aprenda novas palavras - Premente

Significado de Premente

adj. Que não aceita atraso; em que há urgência; imediato ou urgente: auxílio premente.
Que é capaz de apertar; que realiza compressão.
Figurado. Que provoca aflição; que tende a causar angústia; aflitivo: estado de saúde premente.
(Etm. do latim: premenns.entis)


Sinônimos:  urgente   ameaçador   aborrascado   aterrador   carregado   cominador   hostil   minaz  premente   tempestuoso   terrível   forçoso   atlético   fatal   forte   imperioso   inevitável   musculoso  necessário   obrigatório   robusto   vigoroso   violento   iminente   imprescindível   instante 

Aprenda palavras novas - Misoginia

Misoginia (do grego μισέω, transl. miseó, "ódio"; e γυνὴ, gyné, "mulher") é o ódio, desprezo ou repulsa ao gênero feminino e às características a ele associadas (mulheres ou meninas). Está diretamente ligada à violência contra a mulherMisoginia é o antônimo de filoginia, que é o apreço, admiração ou amor pelas mulheres, embora o termo "filoginia" possa ser considerado preconceito benevolente.
De acordo com o sociólogo Allan G. Johnson, "a misoginia é uma atitude cultural de ódio às mulheres porque elas são femininas." Johnson argumentou que: "A [misoginia] é um aspecto central do preconceito sexista e ideológico, e, como tal, é uma base importante para a opressão de mulheres em sociedades dominadas pelo homem. A misoginia é manifestada em várias formas diferentes, de piadas, pornografia e violência ao auto-desprezo que as mulheres são ensinadas a sentir pelos seus corpos."
Michael Flood define a misoginia como o ódio às mulheres, e observa: "A misoginia funciona como uma ideologia ou sistema de crença que tem acompanhado o patriarcado ou sociedades dominadas pelo homem por milhares de anos e continua colocando mulheres em posições subordinadas com acesso limitado ao poder e tomada de decisões. [...]Aristóteles sustentou que mulheres existem como deformidades naturais e homens imperfeitos [...] Desde então, as mulheres em culturas Ocidentais tem internalizado seu papel como bodes expiatórios da sociedade, influenciadas no século 21 pela objetificação das mesmas pela mídia com seu autodesprezo culturalmente sancionado e fixações em cirurgia plástica, anorexia e bulimia."
Elder Hosokawa diz que a palavra Misoginia, entre outros significados, como ódio ou aversão às mulheres ou ao contato sexual com elas. Tania Torres fala que a palavra é derivada do verso de Aristófanes (Lisístrata 1018), no qual o corifeu declara: egô misôn gynaikas, "porque eu odeio as mulheres".
Alguns autores apontam que há, historicamente, uma tendência quase universal de se reduzir a humanidade ao termo "o homem" e a transformar e considerar as experiências masculinas como as experiências de todos os humanos, tanto para homens quanto para mulheres, sem dar o reconhecimento completo e igualitário à experiência feminina, postura que reflete um comportamento androcêntrico (propensão a supervalorizar o ponto de vista masculino).  Como exemplo temos a Declaração Universal dos Direitos do Homem, de 1948, que só mais recentemente passou a ser referida como Declaração Universal dos Direitos Humanos.
O conceito de misoginia repercutiu em diversas áreas de estudo, como a psiquiatriapsicologiapsicanálisefilosofiasociologiaantropologia, etc.
Segundo Rita Maria Brudniewski Granato, a misoginia também pode ser definida como um transtorno psíquico, onde o misógino está envolvido num conflito entre a necessidade do amor de uma mulher e o medo profundo e arraigado das mulheres. Suas necessidades de intimidade com uma mulher estão misturadas com o medo de que ela possa aniquilá-lo emocionalmente, como foi em sua história pregressa. Suas experiências infantis é que geraram esse medo latente e inconsciente. A maneira como os pais se relacionam entre si e com os filhos poderia gerar o comportamento misógino. 

Panorama com Clarice Lispector

Não sou nada... – 29/08/2004

A principio bastaria ter... – 01/12/2001

Aprenda palavras novas - Loquaz

 Loquaz

adj.m e adj.f. Tagarela, que fala muito, palrador, verboso.
Eloquente - que discursa de maneira clara e sem dificuldades.
Figurado. Que causa ruído, barulho, estrondo.
(Etm. do latim: loquax, acis)
Sinônimos:  falador   tagarela   palrador   verboso   eloquente   fluente no falar   algarvio   loquaz  conversador   proseador   prosista   convincente   exposição   expressivo   facundo   magníloquo   esparolabo  gabola   leviano   mentiroso   destabocado   expansivo   falacioso   galpão   indiscreto   intrigante   linguarudo  falastrão   inconveniente   maldizente   

Aprenda palavras novas - Sórdida

 Sórdida

1. Imundo
2. Que causa nojo ou repugnância
3. Mesquinho, quem gosta de dinheiro
4. Que não tem valores éticos ou morais
Pessoa que têm conduta contrária a moral, a ética, as normas e aos bons costumes. Pessoa que se julga superior as outras, não se sujeitando a própria consciência, não se sujeitando a razão; costumam ser pessoas hedonistas que se norteiam pelo coração e os sentimentos. Pessoa imediatista que não mede as conseqüências dos seus atos, e não da muita importância as críticas que recebe.
adj. Que possui sujeira na vestimenta ou no corpo: trajes sórdidos.
Algo que possui a capacidade de incitar o asco, que é repugnante ou asqueroso. 
Que possui características daquilo que é baixo, vil, torpe, corrupto: comportamento sórdido.
Característica do que é mesquinho: avareza sórdida.
Que foi corrompido por alguma perversidade ou pelo mal.
Que prejudica as boas maneiras, a moral ou os bons costumes,
Característica do que busca alcançar seus objetivos ou metas através de caminhos contraditórios, de modo desonroso, de maneira ignóbil. 
(Etm. do latim: sordidus)
Palavras relacionadas: 
torpe, sordidamente, esquálido, iliberal, espurco, sujo, vilania
.

Idi Amin Dada - A historia não deve repetir

Idi Amin Dada (ca. 1920 – Jidá16 de agosto de 2003) foi um ditador militar e o terceiro presidente de Uganda entre 1971 e 1979. Amin se juntou ao King's African Rifles, um regimento colonial britânico, em 1946, servindo na Somália e no Quênia. Eventualmente, ele chegou a patente de Major-General no exército ugandense, e tornou-se Comandante antes de liderar um golpe de estado em 1971, depondo o então presidente Milton Obote. Mais tarde, como chefe de estado, se auto-promoveu a Marechal de Campo.
O governo de Amin ficou caracterizado por violações dos direitos humanos, repressão política, perseguição étnica, assassinatos, nepotismo, corrupção e má gestão econômica. O número de mortos durante seu regime ditatorial é estimado por observadores internacionais e grupos de direitos humanos como estando entre cem mil e quinhentos mil. Durante seus anos no poder, Amin deixou de ser um anticomunista com considerável apoio de Israel e passou a ser apoiado por Muammar al-Gaddafi, a União Soviética e a Alemanha Oriental. Entre 1975 e 1976, ele foi o presidente da Organização da Unidade Africana, um grupo criado para promover a solidariedade entre as nações no continente. Entre 1977 e 1979, Uganda foi membro daComissão das Nações Unidas para os Direitos Humanos. Em 1977, quando o Reino Unido rompeu relações diplomáticas com o país, Amin declarou que havia derrotado os britânicos, adicionando "CBE", de "Conquistador do Império Britânico", aos seus títulos.

Aprenda palavras novas - Corolário

Corolário


1.proposição resultante de uma verdade
2.conseqüência direta de uma proposição demonstrada
3.conseqüência imediata de menor importância a partir de um teorema

Um corolário é uma decorrência imediata de uma teoria ou lei.
Como corolário da nova postura adotada pela Emenda Constitucional nº 19/1998, enfatizando o dever de eficiência, pode-se citar a possibilidade de perda de cargo do servidor público estável em razão de insuficiência de desempenho.

Sinônimos:  consequência   conclusão   corolário   efeito   êxito   ilação   importância   inferência   resultado  sequela   conclusãogdedução   dedução   indução   depreensão   
Um corolário (do latim tardio corollarĭum) é uma afirmação deduzida de uma verdade já demonstrada.1 Assim como proposiçãoresultante de uma verdade.
É igualmente uma decorrência imediata de um teorema. Por exemplo, o comprimento da diagonal de um quadrado cujo lado possui comprimento a é dado por a \cdot \sqrt{2}. Isso é um corolário do teorema de Pitágoras.

Curiosidades - Frenologia

Frenologia (do Grego: φρήν, phrēn, "mente"; e λόγος, logos, "lógica ou estudo") é uma teoria que reivindica ser capaz de determinar o caráter, características da personalidade, e grau de criminalidade pela forma da cabeça (lendo "caroços ou protuberâncias"). Desenvolvido por médico alemão Franz Joseph Gall por volta de 1800, e muito popular no século XIX, está agora desacreditada e classificada como uma pseudociência. A Frenologia contudo recebeu crédito como uma protociência por contribuir com a ciência médica com as ideias de que o cérebro é o órgão da mente e áreas específicas do cérebro estão relacionadas com determinadas funções do cérebro humano.
Seus princípios eram que o cérebro é o órgão da mente, e essa mente tem um jogo de

Aprenda palavras novas - Aforismo


Aforismo (do grego aphorismos "definição", a partir de aphorizein "delimitar, separar", de apó- "afastado, separado" ou "proveniente, derivado de" + horos, "fronteira, limite" ehorizein "limitar", através do latim aphorismus1 ) é uma sentença concisa, que geralmente encerra um preceito moral.
s.m. Máxima que, enunciada através de poucas palavras, explica ou torna explícito uma regra, norma ou princípio de conteúdo moral; apotegma.

Aprenda palavras novas - Cardigã

Casacos (normalmente de tricô) sem gola, de manga comprida e que possui botões na parte da frente.

Cardigãs são muito utilizados em épocas de mudança de estação, pois são leves.
s.m. Casaco tricotado sem gola, de mangas compridas e que se abotoa até o pescoço ou é aberto na frente.
Casaco de malhasem gola e decote redondo ou em Vcom botões até ao pescoço.
Classe gramatical: substantivo masculino
Separação das sílabas: car-di-gã
Plural: cardigãs

Curiosidades - Lua de Mel

Há diversas versões sobre como se originou a lua de mel. Uma delas é de que na Roma Antiga, o povo espalhava gotas de mel na soleira da casa dos recém-casados. Outra afirma que entre os povos germânicos, era costume casar na lua nova, e os noivos levavam uma mistura de água e mel, denominada hidromel, para beber ao luar.
A que reponta mais a antiguidade é de dois mil anos antes de Cristo, na Babilônia, o pai da noiva oferecia ao genro hidromel, para ser consumido nos 30 dias imediatos ao casamento, quando os noivos comemoravam, só entre eles, a união matrimonial. Na época, a contagem dos dias era feita pelo calendário lunar, razão pela qual esse período de comemoração ficou conhecido como "lua de mel".
Existia a tradição de que os casais recém-casados deveriam consumir esta bebida durante o primeiro ciclo lunar após as bodas para nascer um filho varão. Daí surgiu a tradição atual da lua de mel.
Uma das citações mais recentes no Oxford English Dictionary indica que, enquanto lua de mel hoje tem um sentido positivo, a palavra era originalmente uma referência ao declínio inevitável do amor como uma fase da lua. A primeira referência a 'lua de mel', em inglês, ocorre no dicionário bilíngue inglês-latim Abecedarium Anglico Latinum, de Richard Huloet, publicado em 1552 .

Aprenda palavras novas - Mixórdia

Significado de Mixórdia

s.f. Mistura de coisas variadas; misturada, mistifório, confusão, bagunça, barafunda, embrulhada.
Desentendimento; intriga; confusão.
Comida que apresenta aspecto desagradável ou está malfeita; mistela; gororoba.

Sinônimos de Mixórdia

Sinônimo de mixórdia: bagunçaembrulhadamistela e misturada
besteira   bobagem   coisa sem importância   misturada   salsada   confusão   vinho adulterado  comida mal feita   gororoba   zurrapa   bagunça   choldra   canalha   mixórdia   ralé   alarma   algaravia  anarquia   atarantaçâo   atrapalhação   babel   bafafá   balbúrdia   barafunda   barulheira   barulho   brenha  caos   chirinada