Tertúlia 3160 - Arquitetura verde (Intrafisicologia)

Tertúlia 1908 - Autenticidade consciencial (Comunicologia)

Eficácia Autopesquisística - Waldo Vieira - CEAEC - 22/04/2011 - Tertúli...

Tertúlia 1873 - Acomodação mimética (Automimeticologia)

Tertúlia 3159 - Interação mãe-filha (Conviviologia)

Tertúlia 3158 - Autoparapisiquismo sutil (Autopercucienciologia)

Tertúlia 3157 - Sabotagem extrafísica (Paraconviviologia)

Tertúlia 3156 - Seriexometria (Holobiografologia)

Tertúlia 3151 - Atitude profissional (Administraciologia)

Tertúlia 3150 - Campo de concentração (Megaparapatologia)

Tertúlia 3150 - Campo de concentração (Megaparapatologia)

Tertúlia 1822 - Penduricalho pessoal (Conviviologia)

Tertúlia 1809 - Dia do detalhe (Autodisciplinologia)

Tertúlia 1825 - Megafoco autopensênico (Autopensenologia)

Tertúlia 1806 - Jejunice parapsíquica (Parapercepciologia)

Documentário: Cosmos - Episódio 5 - Escondido na Luz


Documentário: Cosmos - Episódio 5 - Escondido na Luz from Henrique Faust on Vimeo.
es → pt
luz

Dicas de Intercâmbio para Brasileiros


Dicas de IntercambioEstude e trabalhe nos EUA

De acordo com informações do website oficial do governo americano, estudantes internacionais podem exercer trabalho remunerado legalmente nos EUA desde que sigam algumas regras. O primeiro passo é procurar o Oficial Escolar (DSO, em inglês). Essa é a pessoa que orienta os alunos vindos de outros países, esclarecendo direitos e deveres de acordo com o tipo de visto que o estudante possui.

O website do governo esclarece ainda que o aluno precisa ter em mente que a principal razão pela qual ele/ela está nos EUA é para estudar, no entanto, é possível desenvolver algumas atividades remuneradas dentro do campus da universidade para complementar a renda. Também é possível trabalhar fora do perímetro escolar assim que o aluno completar um ano em solo americano. O trabalho também precisa ser relacionado com a área de estudo (como por exemplo, estágios e ou treinamento remunerados).

Em ambos os casos (trabalhando no campus ou fora dele), o aluno precisar procurar o DSO e preencher alguns formulários. Após esse processo, o DSO vai indicar onde o aluno pode solicitar o seu SSN (documento equivalente ao CPF brasileiro) e exigido para qualquer trabalho legalizado nos EUA.